5 razões para não perder a última Levels do ano

última Levels

Poucas festas traduzem tão bem a palavra crescimento nos últimos anos como a Levels. A marca comandada por Carol Campos e Felipe Johann quase deixou de existir após algumas primeiras edições, mas encontrou forças no seu público apaixonado e na forma cuidadosa com que seus líderes a conduzem para seguir em frente.

Após um 2018 de edições memoráveis e momentos marcantes, chegou a hora de comemorar o fim de um ciclo e celebrar o que vem por aí no ano que vem com a última Levels do ano. No clima do evento, separamos 5 razões que tornam essa edição imperdível. Saca só:

MARINA | O lugar que tradicionalmente recebe a Levels merece um capítulo a parte.A dica principal é chegar cedo e curtir o por do sol que rola por lá.
última Levels

A LAST CALL | Como já falamos acima, esta será a última edição do ano. Portanto, ótima oportunidade de marcar aquele encontro com os amigos e celebrar uma tarde/noite na pista.

última Levels

INTERNACIONAIS | Essa edição da festa traz DOIS headliners internacionais de primeiríssimo nível. Matthias Meyer e Alex Nigemann traduzem muito bem o conceito artístico do club berlinense Watergate, que tem ambos no hall de residentes.

NACIONAIS | É claro que o Brasil não fica atrás nessa história. Eli Iwasa, Diogo Accioly, Traffic Jam, Mau Maioli e Alexiz BCX representam a ala verde e amarela do lineup.

VAI TER AFTER! | Como já de costume, a festa continua depois da meia noite fora da Marina. Dessa vez o local escolhido para receber o Levels Night fica apenas a 2KM da festa. Sem desculpas dessa vez, pessoal!

Confira todos os detalhes no Evento oficial no Facebook.

Leia também: Principais Festivais de Música no Brasil em 2019

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Tem duas paixões na vida: viagem e música. Com mais de 30 países na bagagem e muitas histórias em festivais, escolheu os cinco dias acampada na lama do Glastonbury e a mágica de trabalhar no Tomorrowland Bélgica como as experiências mais incríveis que já teve.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome