Como foi o Festival Ultra Europe – Croácia

Quando decidimos ir para o Festival Ultra Europe na Croácia nem cogitávamos a possibilidade de ir como imprensa. Nosso objetivo era cobrir um mega festival eletrônico em um país com praias paradisíacas, que mostrasse bem aquele clima de verão, música e pessoas curtindo muito.
.
Split para nós era uma cidade que traduzia bem esse estilo, porque mesmo sendo no litoral croata, tem uma estrutura de cidade grande e comportaria facilmente as 150.000 pessoas que transitariam pelo evento durante os 3 dias. 
.
Bom, primeiro vamos dar um overview do que é o Ultra Europe: o festival acontece durante a Croatia Music Week, de 14 a 20 de julho, que envolve três dias de festival em um estádio em Split, e mais 4 dias de festas em yachts, praias e baladas em diferentes ilhas como Bol, Hvar e Viz.
 .
Duas semanas antes de começar o festival recebemos a confirmação de que iríamos como imprensa representando o Popload, site que escrevemos contando nossas experiências em festivais pelo mundo. Pronto, essa seria uma experiência totalmente nova para nós e prometia ser super desafiadora.
.
Por sermos imprensa, ganhávamos também o acesso a todas as outras festas oficiais do festival, e, como não somos de negar uma festinha boa e gratuita, fomos logo de cara na Opening Party, que aconteceu na quinta à noite. A festa era em um beach club chamado Giraffe, ao lado do estádio Poljud. O espaço não era grande, para mais ou menos umas 600 pessoas, que estavam animadíssimas para curtir os sets de Techno dos DJs Mark Knight e UMEK.
.
Acordamos no dia 15 e o tempo estava completamente virado. Ventava muito forte e com algumas pancadas de chuva. Mesmo melhorando um pouco até de noite, a organização preferiu cancelar o primeiro dia. Como avisaram bem tarde (umas 22h, sendo que o festival deveria ter começado as 16h), muitas pessoas foram até a frente do estádio tentar entrar ou entender o que iria acontecer, e restou aos mais animados procurar alguma balada para passar a noite. Nós nos juntamos com os brasileiros que havíamos conhecido na noite anterior e fomos para a praia Bacvice, com diversos bares rolando festa até de manhã.
.
No segundo dia de festival, que acabou se tornando o primeiro, fomos cedo e super animadas para lá, já que alguns DJs que tocariam na sexta haviam sido realocados para sábado. Foi entranho chegar as 15h e ver Armin Van Buuren tocando para poucas pessoas no main stage, já que ele era a atração principal da noite anterior.
Como foi o Festival Ultra Europe
 
Logo que chegamos fomos entender como funcionava nosso “esquema” de imprensa, e de cara já ficamos impressionadas. Uma sala reservada para todos os “Press”, com diversas mesas, internet liberada, água, refri e banheiros. Isso ajudou muito durante todo o evento, porque era nosso ponto de apoio, onde sempre voltávamos para nos organizar e descansar.
Como foi o Festival Ultra Europe 
Além disso, ao lado dessa sala havia um bar para as pessoas que estivessem trabalhando no festival, com um preço BEM mais razoável do que o oferecido nos bares oficiais do festival. No primeiro dia também descobrimos uma cantina com almoço gratuito, com comida de verdade, sem fast food, o que também nos salvou!
.
A melhor parte de ser imprensa foram as pessoas que conhecemos. A vibe de quem está ali para trabalhar, trocar experiência, ajudar o outro é impressionante. Fizemos amizade com italianos, mexicanos, americanos e israelenses. Pessoas que nos deram diversas dicas de como esse mundo funciona, de como nos preparar para a entrevista com os DJs, também nos ajudaram tirando fotos de locais que não podíamos ir e nos fizeram companhia durante os dois dias.
 .
Fora que também conhecemos o pessoal que estava trabalhando no festival. Escutamos opiniões de quem estava lá no bar do Staff e que nem gostavam de eletrônico, ou que tinham aversão a EDM e achavam que tudo aquilo era uma grande montagem e que por trás de cada grande DJ tinham 3 DJs tocando em segredo para garantir a mixagem perfeita. E assim nos divertimos e aprendemos com cada um que estava por lá.
.
Além dos bastidores, também aproveitamos muito os shows. Durante o dia, como ainda ficava meio vazio o main stage, focamos em tirar foto da galera. Cada volta que a gente dava éramos paradas por várias pessoas pedindo foto. Tinham muitas figuras fantasiadas, grupos uniformizados e, claro, centenas de brasileiros com suas bandeiras amarradas no pescoço. Ficamos inclusive espantadas com o número de brazucas no evento. Por onde andávamos escutávamos português!
Como foi o Festival Ultra Europe Como foi o Festival Ultra Europe
Durante a noite ficávamos impressionadas com o show de efeitos visuais que rolava durante cada apresentação. Nossa alegria era quando conseguíamos fotografar ou filmar o horário certo dos fogos de artifício ou das chamas de fogo no palco! Curtimos bastante durante a sequência de apresentações do David Guetta, Martin Garrix e Hardwell. Este último conseguiu causar demais e fechar seu set, e o festival, com a música do Pokemón. Taí um cara que sabe como virar notícia no mundo todo!
Como foi o Festival Ultra Europe Como foi o Festival Ultra Europe Como foi o Festival Ultra Europe  
 
Outro momento mágico da nossa experiência como imprensa foi poder entrevistar o DJ Ferry Corsten. Primeiramente tínhamos agendado a entrevista também com o DJ Dyro, que iria tocar na segunda noite de festival, mas como ele teve problema para chegar no evento, as entrevistas foram canceladas. Dessa forma, acabamos ganhando mais um dia para nos preparar para a entrevista com o Corsten, DJ legendário de Trance que iria tocar no domingo no palco principal. Estávamos bem nervosas para esse momento, mas ao vê-lo super relax e simpático, logo descontraímos e fizemos de uma entrevista uma conversa bem tranquila e humorada. Saímos de lá com a adrenalina a mil e aliviadas de tudo ter dado certo.

 
Depois do final de semana cheio de coisas novas, ainda tivemos energia para ir na Ultra Beach, festa que rolou no hotel Amfora, na ilha da Hvar. Somos apaixonadas por esse lugar então não podíamos deixar de ir. Foi uma Big Pool Party, com muito sol, house music e gente animada. Os DJs JAUZ, Sam Feldt e Robin Schultz agitaram a galera até anoitecer. Por sorte tínhamos acesso a área VIP do hotel, o que nos ajudou a curtir a festa com um visual animal de cima e apreciar a lua que estava iluminando o mar em frente ao resort. 
 
Como foi o Festival Ultra Europe Como foi o Festival Ultra Europe 
Depois de 4 festivais em um mês, esse foi completamente diferente das outras três experiências. Primeiro porque era um festival de música eletrônica, e segundo porque vimos um lado novo de como aproveitar um festival, conhecendo pessoas novas e tendo mais noção de como tudo acontece nos bastidores.

✨ CONFIRA MAIS! ✨

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre as festas e festivais, ou para dúvidas sobre o Tomorrowland, clique aqui!

- Participe dos nossos grupos exclusivos de whatsapp de Festas de Réveillon , Universo Paralello, Tomorrowland e mais! Veja todos os nossos grupos aqui: We Go Out Together

- Participe do nosso grupo do Telegram neste link!

- Siga, colabore e curta nossas playlists do Spotify neste link!

– Para ter acesso a mais dicas sobre festas e festivais de música siga nossos perfis no Instagram @wegoout e @bruejode e curta também nosso canal no Youtube mimi

Administradora paranaense, morou alguns anos em São Paulo e adora as várias opções de festas e eventos que a cidade oferece. É viciada em festivais, não tem medo de encarar um sozinha! Já passou por mais de 15 fora do Brasil, como Creamfields (UK), SXSW (Austin), Coachella (CA), Ultra (Miami e Croácia) e Mysteryland (NL). Divide suas paixões musicais entre techno e indie rock!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here