Como foi o Rio Music Conference em Curitiba

O Rio Music Conference é um encontro da música eletrônica e entretenimento na América do Sul. Rolou agora a edição nacional do Rio Music Conference em Curitiba, entre os dias 16 a 20 de novembro. De 29 de novembro a 03 de dezembro acontece a edição América Latina em São Paulo e em fevereiro de 2017, assim como nos últimos anos, acontece a edição global no Rio de Janeiro, junto com o Rio Music Carnival, o maior carnaval eletrônico do mundo.  
  
O evento é composto pela Conferência (durante o dia) e pelo Club Week (durante a noite), com uma agenda de diversas festas associadas com os principais clubes da cidade.
Fomos conferir a edição de Curitiba e entender como funciona o evento e quais os principais assuntos estão sendo discutidos no cenário atual da música eletrônica. Essa é uma grande oportunidade para pessoas envolvidas no meio, como DJs, produtores de festas e festivais, criadores de conteúdo, fotógrafos, agências e gravadoras, mas qualquer pessoa interessada no assunto também pode participar.
Rio Music Conference em Curitiba
  
O ingresso começou com um lote promocional por R$60 e no dia era possível participar pelo valor de R$120.
Em uma das salas, o dia era composto por workshops que ensinavam DJs em início de carreira tanto a desenvolver a parte técnica quanto a aprender a melhor forma de se vender para o mercado.
 
Já na outra sala, as discussões giravam em torno da atual cena que as festas, festivais e baladas estão inseridos. Quais são as tendências de mercado, como as festas itinerantes, e como controlar uma possível crise dos clubes, que ficam reféns de altos preços de entrada e consumação pois tem uma estrutura maior para se manter e o público exige cada vez DJs mais renomados.
 
Em um dos painéis mais interessantes, com o tema de “O Brasil de Festivais” estavam presentes os responsáveis pelos eventos Ultra Brasil (Rodrigo Vieira), Federal Music (Raul Mendes), Warung Day (Luiz Gustavo Zagonel) e Tribaltech (Jeje). Lá foi discutido a realidade de festivais brasileiros comparado com os internacionais, que chegaram ao Brasil com toda forma e estrutura, e aumentaram os níveis de exigência do brasileiro.
Quando questionamos sobre princípios básicos como a segurança, eles alegaram que a cultura do País nem sempre colabora para que tudo saia como planejado. Independente dos cuidados tomados, sempre haverá algum oportunista que tentará ganhar em cima do evento e das pessoas. Mesmo assim eles trouxeram algumas soluções que têm feito nos eventos para diminuir o índice de roubo ou suborno dos seguranças da festa, como a numeração de cada um ou a contratação de uma fiscalização da própria segurança.Rio Music Conference em Curitiba
 
Outro painel super interessante foi o “Nova festas, novos públicos”, com os organizadores Rodrigo Nickel (Decibel), Luciana Mayume (Coletivo 56) e Dani Souto (Discoteca Odara), com a mediadora Bruna Calegari (Hot Content / Subtropikal). Eles trouxeram as dificuldades e sucessos que estão encontrando ao organizarem festas fora de baladas. Um dos fatores positivos é o preço cobrado e a maior simplicidade para ser produzida. Além de poder trazer um jeito mais despojado de festa e pessoas, com DJs independentes e música nova. Já as dificuldades são relacionadas à falta de apoio do governo para liberação dos locais e a falta de estrutura da cidade de proporcionar locais com segurança e fácil acesso.
Todos os painéis foram transmitidos ao vivo e podem ser assistidos na página oficial do RMC no FB.
Para completar a programação, ainda tiveram sessões de Speed Coaching, onde você pode ter uma conversa rápida com os principais profissionais do mercado sobre seu negócio. Isso ajuda tanto no fato de ouvir uma voz mais experiente, expor seu trabalho e quem saber conseguir uma parceria no futuro.
Mais do que apenas escutar o que as pessoas que são referência nesse ramo têm a dizer, o Rio Music Conference é um lugar para trocar experiências e fazer novos contatos. Se você tem um negócio relacionado à música eletrônica, lá você encontra pessoas dispostas a dialogar e te ajudar em vários temas do mercado. A riqueza de conteúdo e os contatos feitos por lá certamente valem cada centavo investido no RMC.  
 
Estaremos presentes na edição de São Paulo que acontecerá a partir do dia 29 de novembro. Acompanhem tudo no nosso site e nas nossas redes sociais.

Leia Também:

Administradora paranaense, morou alguns anos em São Paulo e adora as várias opções de festas e eventos que a cidade oferece. É viciada em festivais, não tem medo de encarar um sozinha! Já passou por mais de 15 fora do Brasil, como Creamfields (UK), SXSW (Austin), Coachella (CA), Ultra (Miami e Croácia) e Mysteryland (NL). Divide suas paixões musicais entre techno e indie rock!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here