Eli Iwasa, uma das principais DJs de música eletrônica do Brasil, estreia no festival alemão Time Warp

eli iwasa

Eli Iwasa passou por uma maratona digna de aplausos em 2019, colhendo os frutos de sua longa trajetória não só como DJ, mas como fomentadora da música eletrônica no Brasil. A “Japa” se prepara para estrear nesta sexta-feira (15/11) no festival Time Warp ao lado de nomes como Amelie Lens e Rødhåd. O festival alemão está em sua segunda edição no Brasil e já passou por mais de 10 cidades ao redor do mundo.

Eli se encontra na fase mais intensa de sua carreira. Nessa reta final do ano, a japa foi a única jurada brasileira no ADE, maior conferência de música eletrônica do mundo, na Holanda, ao lado de nomes como Todd Terry e Dave Clarke em um contest de DJs (Demolition); e também tocou na festa do label europeu Life and Death. A brasileira é hoje, ao lado de Blancah, a artista com mais datas fechadas para tocar. São pelo menos 3 gigs toda semana. Só esse ano, já fez duas tours pela América do Sul, outra na Europa, além de levar o techno a 10 grandes festivais tradicionais, como Rock in Rio, e eventos como DGTL, Photon, Gop Tun, Photon, Frecuencias no Chile e Baum na Colômbia. Graças a esse trabalho consistente, no último semestre do ano, ela ganhou um episódio na série “Quando elas tocam” do Canal BIS e foi indicada ao prêmio de melhor DJ do ano pelo Women’s Music Event Awards, maior premiação feminina do país.

Eli vive o auge da carreira no momento em que o Brasil está se tornando uma potência da música eletrônica, consolidando-se como rota dos principais artistas e festivais do mundo, grande parte devido ao trabalho de Eli Iwasa, que desponta há duas décadas como protagonista de um gênero musical que movimenta 7.2 bilhões de dólares por ano no mundo e finalmente ganhou as massas no Brasil. Observando tal crescimento, nos dias 15 e 16 de novembro acontece a segunda edição do Time Warp Brasil e a Japa já conquistou o seu espaço no line-up. 

Em meio a uma agenda cheia, ela ainda administra dois clubs no interior de São Paulo – o premiado Club 88 e o Caos, que em menos de dois anos se tornou parada obrigatória aos artistas internacionais e nacionais mais relevantes do meio.

“Ao longo dessa jornada de duas décadas trabalhando com o que eu gosto, e vendo hoje o quão frutífera nossa cena nacional se tornou, posso dizer que nosso país me orgulha cada vez mais. É gratificante fazer parte do boom da música eletrônica no Brasil, como artista, empresária e mulher”, declara Eli Iwasa.

eli iwasa
©2018 Ebraim Martini

Confira aqui a linha do tempo com suas principais conquistas. 

  • 1999 – Assume as noites de sexta feira do Lov.e Club, a Technova
  • 2001 – 21/nov: Primeira gig profissional no Club Absinto, em São Paulo
  • 2002 – Technova foi votada pelo segundo ano consecutivo como melhor noite fixa pela Noite Ilustrada. 
  • 2003
    19/set: Primeira gig internacional no Rex Club em Paris
    – 19/dez: Recebeu o prêmio de segunda melhor DJ revelação pela Noite Ilustrada, da Erika Palomino.
    – Foi escolhida para participar da Red Bull Music Academy, na mesma turma de um jovem chamado Black Coffee, em Cape Town, África do Sul 
    – Technova se estabelece como uma das mais importantes noites de techno e house do país, trazendo nomes como Richie Hawtin, Ricardo Villalobos, Laurent Garnier, Prins Thomas, Luciano e Marco Carola, muitos pela primeira vez no país
    – Lançou o Love is on the Air, programa do Lov.e Club na Energia 97 FM, onde recebia convidados como Cari Lekebusch e Joel Mull para fazer sets ao vivo
  • 2006 – Se mudou para Campinas
  • 2007 – Re-inaugurou o saudoso Clube Kraft em um galpão na Av. Carolina Florence
  • 2011 – Inaugurou o Pianno Club, no antigo salão social do Jockey Club Campineiro, um embrião do que viria a ser o Club 88
  • 2013 – Com a mudança no quadro de sócios, o Pianno se torna Club 88, após uma grande reforma no espaço, inaugurando no mês de maio com Renato Ratier e DJ Mau Mau
  • 2014 – O Bleeping Sauce, sua banda junto com o produtor musical Marco A.S., lançou seu primeiro EP, o Stories EP, pelo selo francês Meant Records, e foi tocado por nomes como Maceo Plex e Jennifer Cardini
  • 2016
    Sai o Waking EP pelo Warung Recordings, com clipe dirigido por Raul Machado, com a música mais conhecida do projeto, a “What You Gonna Do”, que ganhou um remix de Gui Boratto no EP
    Foi capa da revista House Mag, ao lado de 20 mulheres influentes da cena brasileira
  • 2017 – Ocorre a abertura do seu segundo club, o Caos
  • 2018
    – Se torna residente do Warung Beach Club
    – Parte para mais uma tour europeia, representando o Warung Beach Club e tocando nos clubs mais respeitados do techno mundial: Egg Londres, Watergate Berlim e Pacha Barcelona. 
    Eli lança a música Sunday Monday, da sua banda Bleeping Sauce, com o produtor musical Marco A.S., na compilação La Femme, da Austro, selo da Som Livre.
    A maior revista de música eletrônica do mundo, a londrina DJ Mag, reconhece Eli como uma das artistas mais importantes do Brasil, em uma página inteira na revista impressa. 
    Eli partirá para mais uma turnê internacional, dessa vez tocando na maior conferência de música eletrônica do mundo, o Amsterdam Dance Event, na Holanda.
  • 2019 – Eli toca no BAUM Festival, maior festival de techno da Colômbia

    E o resto, você já sabe! 🙂
eli iwasa

Leia também: Razões pra não perder o festival Time Warp no Brasil

✨ CONFIRA MAIS! ✨

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre as festas e festivais, ou para dúvidas sobre o Tomorrowland, clique aqui!

- Participe dos nossos grupos exclusivos de whatsapp de Festas de Réveillon , Universo Paralello, Tomorrowland e mais! Veja todos os nossos grupos aqui: We Go Out Together

- Participe do nosso grupo do Telegram neste link!

- Siga, colabore e curta nossas playlists do Spotify neste link!

– Para ter acesso a mais dicas sobre festas e festivais de música siga nossos perfis no Instagram @wegoout e @bruejode e curta também nosso canal no Youtube mimi

Tem duas paixões na vida: viagem e música. Com mais de 30 países na bagagem e muitas histórias em festivais, escolheu os cinco dias acampada na lama do Glastonbury e a mágica de trabalhar no Tomorrowland Bélgica como as experiências mais incríveis que já teve.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here