Entrevista: espanhol Hektor Mass conta sobre o single “Bloom”, como foi tocar no Tomorrowland e mais

entrevista Hektor Mass

Hektor Mass, DJ e produtor espanhol que já passou por palcos do Tomorrowland Bélgica, XS Las Vegas e foi residente do club Opium Barcelona, inicia o ano lançando “Bloom” em colaboração com Alec Villa, pela distribuidora Believe.

“Bloom” traz ritmos característicos do House, mas também uma melodia cativante e vocais fortes e marcantes, sendo os elementos principais um bass eletrônico e uma guitarra elétrica, que dão uma energia extra ao single.

Hektor já ganhou apoio de grandes nomes do cenário como Dimitri Vegas e Like Mike, Steve Aoki, The Chainsmokers, Marshmello, DJ Snake, Nicky Romero e Kaskade, e suas produções “Shake That Bottle” com Deorro“My Life” e “Somebody” somam quase 3 milhões de streams no Spotify.

Batemos um papo com o artista espanhol que está conquistando seu espaço na indústria eletrônica mundial. Confira:

Seus últimos lançamentos “Bloom” e “Dreaming” seguiram um perfil mais pop house, que funciona muito bem para as rádios e se encaixa bem neste momento em que todos estão em casa. Você está preparando músicas com estilo mais de pista para quando os eventos retornam ou deve seguir por esse caminho?

Como não há festas no momento, estou fazendo mais músicas pop-house, mas preparei várias outras músicas club para um pouco mais tarde, estou esperando que o circuito club seja ativado um pouco. E uma dessas canções confesso com exclusividade que é em colaboração com um DJ brasileiro! Espero que possam ouvi-la logo porque acho que será uma das músicas que não poderá faltar em nenhuma apresentação!

Sua parceria com Deorro em “Shake That Bottle” teve o suporte de grandes artistas e foi um grande passo para ganhar visibilidade mundial. Como surgiu essa oportunidade e como foi trabalhar com ele?

Para mim, trabalhar com o Deorro foi uma honra. É um DJ e produtor que admiro muito pela sua personalidade musical e pelas conquistas que tem conquistado com a sua música. Trabalhar com ele me ajudou a aprender muito com ele. Um momento especial para mim foi a primeira vez que tocamos “Shake That Bottle” na festa Panda Funk durante o Miami Music Week. A colaboração surgiu graças ao Michael (MT) que era então seu empresário e que me ajudou muito e sou muito grato a ele, que descanse em paz.

Você foi residente no club Opium Barcelona e se apresentou em clubs importantes como o XS Las Vegas. Como você se prepara para construir seus sets e como esse período fora da pista deve influenciar suas performances futuras?

Sempre preparo meus sets pensando no público, dependendo do horário ou do tamanho da festa. As pessoas, dependendo do momento, buscam sentimentos diferentes e nem sempre você pode fazer a mesma sessão. A psicologia das pistas é muito importante e sempre procuro me adaptar para que cada show seja único.

Você já realizou o sonho de muitos DJs, de se apresentar no Tomorrrowland na Bélgica. Como foi essa experiência e em quais palcos de outros festivais você ainda sonha em se apresentar?

Para mim, estar em Tomorrowland foi um sonho. Lembro que em 2010 assistia a vídeos do festival e sonhava em estar lá. Quando cheguei fiquei impressionado com todos os cenários, o tamanho do festival e a alegria das pessoas. Lembro que para ir a alguns palcos era preciso ir de barco. Dois dos festivais que eu adoraria tocar são no palco principal do Ultra Miami e do Coachella. Vou trabalhar muito para isso acontecer logo!

Ouça agora mesmo “Bloom” de Hektor Mass com Alec Villa, e fiquem ligados em suas redes sociais  (Instagram e Spotify) pois o espanhol conta com uma grande turnê planejada para o cenário pós pandemia.

Leia Também: Bhaskar é o 3º convidado da Playlist ‘We Go Out INVITE’

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Administradora paranaense, morou alguns anos em São Paulo e adora as várias opções de festas e eventos que a cidade oferece. É viciada em festivais, não tem medo de encarar um sozinha! Já passou por mais de 15 fora do Brasil, como Creamfields (UK), SXSW (Austin), Coachella (CA), Ultra (Miami e Croácia) e Mysteryland (NL). Divide suas paixões musicais entre techno e indie rock!

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome