O que esperar da estrutura da DGTL São Paulo 2022

estrutura DGTL

O DGTL faz seu tão esperado retorno em São Paulo no dia 9 de Abril no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Sob nova direção e organização, o festival promete proporcionar uma experiência única e mais completa para o público, em termos de estrutura do DGTL, além de segurança, espaço e alimentação. A programação do festival traz grandes nomes internacionais como Amelie Lens, Denis Sulta, I Hate Models, Innellea (live), The Blessed Madonna entre outros, e é claro, uma seleção de talentos nacionais que incluem Binaryh, DJ Murphy, Pricila Diaz, Tessuto, Valentina Luz e muitos mais.

Além do cuidado na seleção dos artistas, a atenção ao restante da estrutura do DGTL é essencial para que o evento supere as expectativas, crie uma boa experiência e boas memórias para o público. Separamos alguns pontos que podemos esperar para a organização do DGTL São Paulo 2022, que promete criar uma nova imagem na mente dos fãs.

kalla orbis
estrutura DGTL

O local

O festival acontece no Pavilhão de Exposições Anhembi em São Paulo. Escolhido à dedo pelos produtores, é, um dos melhores espaços do Brasil para se organizar um evento, já que garante uma boa estrutura de acesso, transporte público próximo ao local, estrutura completa para a execução do festival, além do espaço que será disponível para o público. Os palcos também terão mais espaço para criarem uma atmosfera própria transmitirem uma energia única.

Sustentabilidade

Além da arte, da música, e tecnologia, um dos pilares do DGTL é sustentabilidade. Durante os anos, o DGTL procurou os mais recentes avanços tecnológicos e inovações para fechar os loops da cadeia de consumo material, eliminar as emissões de CO2 e aumentar a consciência ambiental, se tornando o primeiro festival circular do mundo. Um dos movimentos em prol da sustentabilidade no DGTL São Paulo 2022 foi criar um menu totalmente vegetariano e vegano. Ao remover a carne das opções, o DGTL Festival reduz drasticamente as emissões de CO2 e economizou grandes quantidades de água potável e terra. Pensando em reduzir o consumo de plástico descartável no festival, a organização do DGTL adotou os eco copos, copos reutilizáveis que além da economia de recursos plásticos, criam uma reflexão por parte do público. Além disso, a organização do evento aceitou o desafio de manter o mais sustentável possível, explorando fontes de energia renovável. Em 2019, o festival refinou algumas de suas melhores práticas circulares de 2018, além de ter dado início a novos projetos de sustentabilidade.

O projeto de sustentabilidade na estrutura do DGTL conquistou prêmios por toda a Europa, além de reconhecimento de diversas empresas, órgãos e entidades.

Social

Para além da sustentabilidade, tema amplamente trabalhado pela direção do DGTL Global, um dos vieses em que o DGTL São Paulo mais se dedicou para a edição de 2022 foi o social. O festival conta com a meia entrada social, que consiste na doação de 1Kg de alimento não perecível e o ingresso pela metade do valor. Com todas as doações coletadas, a organização fará doações para ONGs beneficentes que lutam pela segurança alimentar dos brasileiros em situação de vulnerabilidade.

Grandes talentos nacionais

O DGTL São Paulo é conhecido por defender a bandeira da diversidade na curadoria de seus artistas. O festival reuniu em seu line-up de 2022 uma seleção de grandes estrelas nacionais que defendem essa causa, e prometem mostrar com toda a força, energia e muita música que conseguem entregar momentos e apresentações de altíssimo nível, agradando a todos os gostos. Viajando entre o House, Techno Industrial, Techno Melódico, Tech House e Disco, o time de artistas brasileiros é formado por grandes estrelas já consolidadas na cena nacional e internacional, bem como novos talentos que já demonstraram sua habilidade e extrema qualidade nas produções e apresentações ao vivo.

Os artistas que representam o Brasil no DGTL São Paulo são: Benjamin Ferreira, Binaryh, Cashu, Junior C, Marcio S, DJ Mau Mau, DJ Murphy, Ney Faustini, Pricila Diaz, Renato Ratier, Tessuto e Valentina Luz.

Nova direção

O DGTL São Paulo é produzido por Edu Popo, Du Serena e Silvio Conchon, responsáveis por alguns dos principais eventos de música eletrônica no Brasil, como o sucesso do evento sold out que trouxe o astro Solomun para o Autódromo de Interlagos. Além disso, os produtores têm em seu cronograma a produção do Afterlife na ARCA, o S.O.M Festival, em Trancoso. A inauguração do S.O.M Festival aconteceu em São Paulo, no Hotel Unique com o duo italiano Mathame, também de responsabilidade de Edu Popo, Du Serena e Silvio Conchon , foi um sucesso. Você pode conferir o review da inauguração do S.O.M Festival aqui.

Leia também: KC Lights e Tailor lançam “Fall” pela Tomorrowland Music

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas, clique aqui!
- Confira nossos grupos exclusivos de WhatsApp aqui!

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

DJ, produtor musical e graduado em Comunicação Social pela ESPM SP, seu objetivo de vida é emocionar as pessoas e fazer com que elas sintam lá no fundo algo confortante. Seja tocando em festas, produzindo suas próprias tracks ou escrevendo textos, acredita que a música eletrônica tem o potencial único de unir pessoas e trazer bons momentos e experiências inesquecíveis.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome