Conheça festas que estão produzindo conteúdos super interessantes durante a quarentena

conteúdos

Estamos há mais de um ano desde que as paralisações dos eventos alastrou-se por todo o país. Muitos de nós não tínhamos ideia naquela época de que hoje, em 2021, ainda estaríamos diante de tantas incertezas quanto à retomada das atividades normais. Porém, em meio a esse momento delicado, muitas festas e coletivos não deixaram-se abater pela ausência das pistas e buscaram medidas alternativas para manter-se ativos, produzindo muitos conteúdos de qualidade com a finalidade de trazer informações e manter laços com seu público. 

A criação de conteúdo informativo era algo que alguns coletivos vinham realizando durante o período de pré-quarentena mas que, devido ao contexto atual, ganhou magnitude, sendo uma forma de comunicação não somente para o público fiel da marca/festa, mas também funcionando como uma porta de entrada a novas pessoas. Trouxemos aqui três label parties nacionais que vem apostando na criação de conteúdos com cunho informativos com muita criatividade para você acompanhar, se liga:

mister ruiz

Levels

A festa gaúcha é um dos grandes fomentadores do cenário cultural rio-grandense e mesmo durante este período longe dos palcos e dos grandes eventos que vinham realizando, não deixou de produzir conteúdos relevantes para o cenário. Apostando na apresentação de cards informativos e periódicos em seu perfil no Instagram, a Levels vem trazendo uma seleção de curiosidades e levantando informações pertinentes à cultura da música eletrônica, além da série de podcasts, como o About Different Levels, que sempre conta com um artista convidado para trazer um papo construtivo sobre carreira, insights produtivos e demais novidades.

Capslock

A rave urbana paulistana encabeçada por Tessuto também vem desenvolvendo conteúdos informativos durante esse período longe das pistas de dança. Através do quadro “Papo Rethno”, que estreou em janeiro no IGTV do Instagram da Capslock, Tessuto conversa com especialistas de diversas áreas de interesse público, relacionadas aos direitos e cidadania, Covid-19, saúde e políticas públicas e monitoramento das redes contra o discurso de ódio. 

Versa

A festa paulistana e ateliê criativo Versa, em parceria com outros 30 coletivos da noite da capital paulista, apresentou no fim do ano passado um importante levantamento histórico e cultural sobre o cenário da noite de São Paulo. O projeto Corpo Espaço Rave trouxe uma exposição independente com registros da última década (2009 – 2019) que apresentou a interconexão entre arte, espaço e música eletrônica do cenário local. 

Com participação de 16 artistas, a iniciativa apresente um interessante compilado de materiais registrados durante os últimos 10 anos de festas da capital, compactados em um livreto com gráficos, informações, fotos e curiosidades do cenário paulistano.

Durante o ano passado, outros coletivos também apostaram num formato de conteúdo informativo importante em suas redes sociais, como por exemplo a paulistana Dando que trouxe uma comunicação expressiva focada para o debate conjunto de iniciativas em prol da diversidade e discussões voltadas à liberdade sexual, prevenção ao HIV, e demais assuntos focados nos assuntos sobre a sexualidade e comportamento. 

Ainda, a festa brasiliense Espaço Vazio também trouxe em sua página do Instagram muitos conteúdos acerca de temáticas coletivas como ocupações de espaços públicos na capital federal, além de recomendações de filmes e materiais externos acerca de temáticas relacionadas à cultura e patrimônio público.

Conhece mais núcleos que estão compartilhando conteúdos edificantes? Compartilhe aqui com a gente!

Por Ágatha Prado

Leia também: Tomorrowland Winter confirma data para edição de 2022

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

DJ, produtor musical e estudante de publicidade, seu objetivo de vida é emocionar as pessoas e fazer com que elas sintam lá no fundo algo confortante. Seja tocando em festas, produzindo suas próprias tracks ou escrevendo textos, acredita que a música eletrônica tem o potencial único de unir pessoas e trazer bons momentos e experiências inesquecíveis.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome