Festival Sónar: nossa experiência e dicas de como funciona

Sonho de consumo da maioria dos amantes de música eletrônica, principalmente techno, mas não tão conhecido entre os brasileiros, o festival Sónar é referência mundial quando se trata de música aliada à tecnologia e inovação.

Muitas vezes nos perguntamos como essa combinação era possível e como exatamente eles faziam isso funcionar dentro de um único evento, então resolvemos conferir com nossos próprios olhos e ouvidos qual era o grande segredo do Sónar, em Barcelona.

Depois de comemorar no ano passado 15 anos, dessa vez o festival mudou sua data para julho, o que facilitou a visita de muitos interessados (inclusive a nossa), pois é um período normalmente de férias. O evento aconteceu de 18 a 20 de julho, dividido em 3 partes: Sónar by Day, Sónar by Night e Sónar +D.

Vamos explicar como o festival Sónar funciona, para ajudar quem tem interesse em ir nas próximas edições.

Programação

Sónar By Day

O Sónar by Day é composto por diferentes áreas e palcos que acontecem na quinta, sexta e sábado. O espaço principal é no centro da Fira, “ao ar livre”. Lá fica o palco SonarVillage, rodeado de bares, praça de alimentação, área VIP e ativações de marcas muito bem elaboradas, como a da Absolut que tinha câmera que criava stickers instantâneos personalizados, além da venda de drinks em formato de geladinho, super saborosos. Tinha também a ativação da Durex, com um jogo de memória que quem achava o par correto ganhava um fone de ouvido sem fio!

Festival Sónar

Voltando a falar dos palcos, enquanto no principal se apresentavam nomes de artistas já conhecidos como Daphni (aka Caribou) e Masego (famoso pela parceria com FKJ no projeto “Tadow”), os outros (SonarHall, SonarXS e SonarDôme) tinham sons mais experimentais, com apresentações ao vivo.

Como a maioria dos artistas eram novidade para nós, foi difícil decidir onde ir, então recomendamos circular e sentir a vibe de cada palco para ver qual você se identifica mais.

Sónar +D

Essa foi a maior surpresa para nós. No primeiro dia praticamente não demos atenção para o pavilhão à direita logo depois da entrada, mas no segundo dia tivemos um tour guiado pelo +D que abriu a nossa cabeça com relação a essa parte.

Podemos dizer que o “+D” tem como objetivo mostrar o futuro da música (ou da arte, mais amplamente falando), conectando a tecnologia com o universo audiovisual. Lá rolam palestras e são apresentados diversos projetos em um formato de “feira” onde pessoas e startups expõe suas “invenções”.

Vimos projetos de um leitor de tatuagem que consegue emitir diferentes sons de acordo com o desenho de cada uma delas; plantas conectadas à cabos que ao serem tocadas emitem sons que podem até se transformar em uma música; uma orquestra formada por apenas uma pessoa, que só precisa gravar 1 segundo de voz e depois reger as mais de 20 imagens de você mesmo; uma ativação com VR que faze você entrar em uma imersão sensorial como se estivesse na lua; entre diversas outros projetos.

Dentro do +D também é possível inscrever startups para participarem de concursos e rodas de investimento com grandes marcas e empresas.

Confira o vídeo que fizemos contando mais sobre a experiência do Sónar +D:

Resumindo, você deve deixar se levar pelas ativações do +D por pelo menos um dia inteiro e ainda assim achará que é insuficiente para absorver tanto conhecimento.

Sónar by Night

O Sónar by Night é o lugar ideal para quem quer dançar a noite toda ao som dos melhores DJs de techno e house music do mundo. São quatro palcos, sendo dois cobertos e dois abertos, um do lado do outro, em um complexo de galpões modernos. Quem tem acesso à área VIP, por exemplo, podia mudar de palco utilizando uma esteira rolante (é isso mesmo!).

Festival Sónar

No maior palco, o SonarClub, passaram nomes como Amelie Lens, Underworld, Disclosure, Joseph Capriati e Paul Kalkbrenner. No palco SonarLab Resident Advisor foi onde vimos o sol nascer nos dois dias, primeiro com o b2b de Peggy Gou & Palms Trax e no sábado com Honey Dijon b2b Louie Vegas.

Festival Sónar

O palco SonarPub tinham ótimas apresentações ao ar livre e uma ótima área VIP no fundo, com uma mini arquibancada e o mais peculiar era o SonarCar, com controle de acessos, onde apenas 1 DJ era responsável por 6 horas de set. Na sexta o escolhido foi Floating Points e no sábado foi a vez de Body & Soul.

Confira nosso vídeo contando mais sobre nossa experiência por lá:

Onde fica e Como chegar

Nós já falamos um pouco mais sobre a localização e transporte para o Sónar no post de GUIA, mas adicionando às informações que havíamos pesquisado, podemos dizer que o deslocamento até o festival foi mais tranquilo que imaginávamos.

Para o Sónar by Day e Sónar +D, que ficam no mesmo espaço na Fira Montjuïc (um complexo de pavilhões ao lado daquela fonte com show de luzes coloridas), você chega tranquilamente de metrô, descendo na estação Plaça Espanya. Lembrando que pra quem compra o cartão T10, o trecho de metrô custa apenas EUR 1. Outras ótimas formas de chegar até lá durante o verão é alugar uma bike ou um patinete elétrico. Eles estão por toda cidade e com preços bem convidativos.

O Sónar by Night fica um pouco mais afastado e, visto que rola durante a madrugada, os meios de transporte acabam ficando um pouco mais limitados. Nós optamos por ir de Uber ou FREE NOW e de Barceloneta até lá deu entre EUR 10 a 15, mas é possível pegar um metrô e descer bem próximo à entrada do evento. Voltamos de metrô, que já estava aberto no horário do fim da festa e foi bem tranquilo!

Consumação dentro do Festival Sónar

Vamos colocar aqui o preço de alguns itens que eram vendidos dentro do festival, tanto na parte diurna quanto noturna. Para consumir, você precisava carregar um cartão em um dos diversos caixas disponíveis.

A cerveja, por exemplo, era vendida por EUR 5.5, um copo de 500ml. A água saia por EUR 2. Refri, energético e shots de bebida (famosos chupitos) saiam EUR 4 e drinks custavam EUR 8.

Ah, para beber era preciso comprar um copo por EUR 2, que você utilizavam durante todo o evento e depois podia pegar o reembolso.

Ingressos Festival Sónar

Você pode comprar o ingresso de acordo com o que prefere! O que recomendamos é comprar o pacote completo, que considera Sónar “by Day” + “by Night” + “+D” que em 2019 estava EUR 270. Lembrando que nessa opção você vai ter atividades durante a quinta, sexta e sábado durante o dia e também sexta e sábado de noite, então precisa se programar muito bem e ter muita disposição!

Se você não está tãoooo interessado na parte de inovação e quer mesmo focar na parte musical, uma boa opção é o Sónar “by Day” + “by Night” por EUR 190.

Para saber mais informações sobre o festival Sónar, confira no site oficial.

Leia Também: Melhores apresentações do Sónar Festival 2019

CONFIRA MAIS:

- Para receber novidades, cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música,

Administradora paranaense, morou alguns anos em São Paulo e adora as várias opções de festas e eventos que a cidade oferece. É viciada em festivais, não tem medo de encarar um sozinha! Já passou por mais de 15 fora do Brasil, como Creamfields (UK), SXSW (Austin), Coachella (CA), Ultra (Miami e Croácia) e Mysteryland (NL). Divide suas paixões musicais entre techno e indie rock!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here