Go Girl #23: Natalia Zaneti une Techno Melódico com referências de música clássica

Natalia Zaneti

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a DJ e produtora mineira Natalia Zaneti. Nascida em São Sebastião do Paraíso, mas com vivência em diversos lugares ao redor do mundo, como Berlim e China, Natalia cresceu inspirada pela música desenvolvendo habilidades com o piano e o violino.

Com referências nas sonoridades mais melódicas e orgânicas combinadas com vertentes da música eletrônica, ela formata uma assinatura distinta para as pistas de dança, estrelando sua marca em pistas como D-Edge, Clash Club e The Sailor.

Agora, prestes a lançar seus próximos trabalhos como produtora musical, conversamos com essa promessa feminina para saber um pouco mais sobre seus novos trabalhos, conhecer suas referências e perspectivas de carreira:

Oi Natalia, tudo bem? Conta pra gente como surgiu seu interesse pela música eletrônica, especialmente na discotecagem e produção musical?

Meu interesse por música em geral vem desde criança, começando muito cedo no piano e violino. Foi no início da adolescência onde a minha paixão por trilha sonora de filmes começou, que foi o que despertou a minha vontade de aprender a produzir música. E foi a produção musical que, despretensiosamente, me levou à discotecagem. Eu acabei buscando uma escola de DJs para fazer o meu primeiro curso de produção em 2010, porque não queria fazer uma outra faculdade, tinha me formado em Engenharia de Materiais fazia apenas 2 anos. Mas, depois desse curso, eu percebi que teria que aprender a discotecar para entender melhor quais eram as necessidades do DJ nas pistas, porque eu nunca tinha tido vontade de tocar como DJ antes, não fazia ideia de como a discotecagem funcionava.

Você já morou na China e em Berlim. De que forma esses locais influenciaram seu gosto musical e sua assinatura sonora?

Eu morei na China em 2011, logo depois de terminar meu primeiro curso de produção. Lá eu não consegui me envolver com música por causa do trabalho, mas eu observava bastante as músicas típicas, que tocavam em todos os lugares, porque a China ainda era bem fechada para tudo que era ocidental. Isso me trouxe muita influência do orgânico, dos sons instrumentais, principalmente de sopro e cordas. 

Já em Berlim foi onde eu escutei pela primeira vez o techno melódico no começo de 2015, bem quando eu terminei meu curso de discotecagem, o que me fez chorar no meio da balada, me perguntando “que música é essa?” hahaha. Esse dia foi o meu dia da “virada”, onde expandi minha visão de música eletrônica, uma vez que esse tipo de música não estava nas minhas pesquisas ainda. Foi aí que entendi que conseguiria de fato mesclar meus conhecimentos de música clássica com a música eletrônica. Também me deu uma noção diferente da pista, de como as pessoas aceitam cada música tocada em determinada sequência. Ter a oportunidade de ver muitos bons DJs, conhecidos ou não, tocarem de diferentes formas, mesclando estilos diferentes de música eletrônica em um mesmo set, prestar atenção nos diferentes estilos de mixagem (porque eu sou dessas nerds que vai na balada sozinha para ficar na frente do DJ assistindo tudo hahaha), me ajudou muito a compor meu estilo de set.

Foto: Divulgação

Você está prestes a apresentar seus próximos lançamentos como produtora musical. Quais as referências que você procura trazer em suas composições, e como tem sido sua rotina dentro de estúdio?

Eu procuro muita referência em músicas clássicas modernas e em produtores de trilhas. Como toco piano e violino, procuro colocar os dois elementos nas músicas, já me preparando para um outro tipo de performance no futuro.

Eu ainda divido meu dia entre meu trabalho atual, então tento organizar para que eu consiga ficar pelo menos 2 horas no estúdio, de 3 a 4 vezes na semana. Final de semana, consigo me dedicar mais tempo.

Você pode nos adiantar um pouco do que podemos encontrar no próximo lançamento?

O próximo lançamento será bem melódico com um pézinho no orgânico… é o que posso falar por enquanto.

Quais são as artistas mulheres que inspiram seu trabalho? Tem alguma artista em especial que você sonha um dia em fazer um b2b ou compartilhar um line-up?

São muitas as artistas mulheres que me inspiram, seja pela música, personalidade ou performance. Hoje, as que eu mais acompanho são Blancah, ANNA, Charlotte de Witte, Nina Kraviz, Anja Schneider. Ahhh, se eu tivesse essa oportunidade com qualquer uma dessas, já estaria realizando um grande sonho.

Como estão os preparativos para o retorno às pistas de dança, e quais os planos para esse segundo semestre de 2021?

Acho que a minha maior preparação foi me juntar ao time da UAM Manager. Pela primeira vez em 6 anos estou recebendo ajuda profissional e, em menos de um mês, já estou vendo resultado. Além disso, teremos lançamentos de músicas e algumas festas já programadas para o segundo semestre! Estou muito feliz e ansiosa pelo que está por vir!! 🙂 

Texto por Ágatha Prado

Ficha Go Girl #23 – Natalia Zaneti

Nome: Natalia Zaneti
Nasceu onde:
São Sebastião do Paraíso – MG
Música Favorita da vida: 
S Under Pressure – David Bowie & Queen
Collab dos sonhos: 
Natalia Zaneti & Ben Bohmer
Acompanhe mais no Instagram!

O quadro Go Girl, em parceria com a SOMUS, tem como objetivo dar destaque as DJs e/ou produtoras brasileiras que têm feito um trabalho incrível na cena.

Leia Também: Go Girl #22: Bruna Paz mostra sua identidade musical no projeto Lapax

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Administradora paranaense, morou alguns anos em São Paulo e adora as várias opções de festas e eventos que a cidade oferece. É viciada em festivais, não tem medo de encarar um sozinha! Já passou por mais de 15 fora do Brasil, como Creamfields (UK), SXSW (Austin), Coachella (CA), Ultra (Miami e Croácia) e Mysteryland (NL). Divide suas paixões musicais entre techno e indie rock!

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome