GO GIRL #31: NICK DJ conecta música à emoção e conquista por onde passa

Nick DJ

Nick DJ é uma artista que é movida por emoção. Por meio de suas apresentações e produções autorais marcadas por percussões marcantes, bass potente e muita energia, Nick conquista por onde passa. Sua bagagem inclui apresentações em programas de televisão como o Altas Horas, da Rede Globo, uma turnê com Larissa Manoela, passando pelos principais bares e clubs de São Paulo, além do Réveillon Manacá e uma residência no Terraza Rooftop. Recebemos a Nick DJ para um papo muito especial, confira:

Nick DJ

Conta pra gente, como sua relação com a música eletrônica começou? O que fez você decidir levar a música como trabalho?

kalla orbis

Desde que me conheço por gente tive muito amor pela música, quando eu era novinha adorava ficar assistindo TVZ e já tinha aquela preocupação de ter todas as música comigo rs, ficava esperando até o final para anotar os nomes das músicas e depois baixar no meu pc, depois disso fui conhecendo a música eletrônica pelo EDM e o Dubstep, na época a cena eletrônica aqui no brasil não era tão conhecida como hoje.

Eu sempre tive muita vontade de entender sobre como era a vida de um DJ, como era o trabalho e mais, mas nunca dei muita bola para esse meu lado, nisso cheguei a fazer Faculdade de Arquitetura, mas abandonei depois de 1 ano e meio, e decidi fazer logo o curso de DJ, para ver realmente o que era, quando entrei em contato com os decks, fiquei realmente apaixonada e com brilho nos olhos! Por isso, que hoje sempre que eu puder aconselho para ouvirmos a voz do nosso coração!

Conta um pouquinho sobre suas referências artísticas! O que você costuma ouvir no dia a dia?  E além da música, quais são seus artistas que mais te inspiram, seja em cinema, artes visuais, teatro… 

Eu me considero uma pessoa que consome muito música eletrônica no geral, e alguns outros estilos de som, mas o que realmente está presente no dia a dia é o meu querido Tech House, e um bom Techno Melódico, gosto muito de melodias e de histórias, gosto do novo, do inesperado sabe? Por isso, ouço muito nosso amado Vintage Culture, Ashibah, Groove Delight, Peggy Gou, Bhaskar, Michael Bibi,  e muitos outros artistas, gosto muito de ter referências brasileiras que são mais próximas de mim, então fora da nossa cena, tenho como, Anitta, Larissa Manoela, que trabalhei junto, Michael Jordan, Hans Zimmer, Quincy Jones e pode parecer clichê, mas Deus para mim é a maior, é o que me faz me permanecer no centro, e como ser a nossa melhor versão.

Você já tem apresentações bem especiais na sua bagagem, como no Altas Horas, o Réveillon Manacá 2022, além da turnê junto com a Larissa Manoela! Como foi o comecinho da sua carreira, e como foi o processo para chegar a essas apresentações tão especiais?

Acho que como toda empresa, a gente começa investindo, pelo menos pra mim foi assim, comecei investindo em meus equipamentos para poder me apresentar e fui gravando mashups ao vivo em casa mesmo e colocando no youtube e instagram, e preparei todo meu material, de uma forma que não foi a mais perfeita, mas foi a melhor que dava para fazer no momento, logo depois fui distribuindo cartões para os lugares como restaurantes, galerias, e casas, com um dando abertura já vieram outros naturalmente, e todas essas grandes conquistas na minha carreira foi através da boa indicação, que hoje é muito valioso.

Nick DJ

Como funciona sua preparação para uma gig? Tem algum ritual que nunca falha?

Acho que a boa e melhor preparação é aquela que a gente se sente seguro e preparado, com repertório já organizado, treinado, não que eu deixe tudo em ordem, mas as pastas e organização faz toda diferença no resultado final. E o meu ritual é que nas maiores gigs levo a minha pedrinha da sorte, sou um pouco supersticiosa também rsrs.

Quais são suas artistas favoritas no meio da música eletrônica? 

Na cena tem muitas mulheres incríveis que merecem sempre ser mencionadas, amo a Peggy Gou, Ashibah, Groove Delight, Samhara, Nina Kraviz, Sarah Stenzel, Andressa Fleming, NERVO claro, e muitas outras.

Conta pra gente sobre a “I Don’t Know Why“! Como foi o processo criativo para essa track? Você já teve a oportunidade de testar ela na pista? E em que você se inspirou pra fazer o videoclipe da música?

Primeiro estava querendo produzir algo com mais pegada do Brazillian Bass, depois fui me jogando na criação, até que achei legal algo que se encaixasse com tudo aquilo que queria transmitir em uma track só, alguma letra com uma história por trás dela, e também algo “fácil”, que seja para todos os ouvidos. Já testei ela na pista sim! A letra tem uma passagem bem forte, mas com uma sonoridade leve e bem dançante, já o videoclipe, quis fazer algo além do óbvio e com uma pegada diferente, com história, com emoção e mostrando o poder feminino que ele ultrapassa todas as barreiras e limites que a sociedade quer nos colocar.

Notamos algo especial na data do seu novo lançamento, que rola dia 2/2/22 às 22:22 da tarde! Qual foi a ideia por trás dessa data especial? 

Pessoalmente, me acho uma pessoa que acredita muito em energia, e por trás dessa data especial, atrelei uma música romântica com a quantidade de números par, um projeto que fala por si só, sabe?

O que podemos esperar de Nick DJ para 2022? Tem alguma novidade especial que possa contar pra gente?

O que posso contar é, que ainda teremos muita música boa saindo do forno, e que espero surpreender com muitas novidades por aqui.

Nick DJ

Ficha Go Girl – Nick DJ

Nome Completo: Nicolle Goldberg

Onde nasceu: São Paulo SP

Música Favorita da vida: INTRO – XX uma música que não envelhece e que sempre está sendo relembrada com remix/bootlegs

Collab dos sonhos: Vintage Culture, David Guetta e Alok

Leia também: Go Girl #30: Pricila Diaz mostra ao mundo sua sede por inspirar, mover e emocionar

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas, clique aqui!
- Confira nossos grupos exclusivos de WhatsApp aqui!

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

DJ, produtor musical e graduado em Comunicação Social pela ESPM SP, seu objetivo de vida é emocionar as pessoas e fazer com que elas sintam lá no fundo algo confortante. Seja tocando em festas, produzindo suas próprias tracks ou escrevendo textos, acredita que a música eletrônica tem o potencial único de unir pessoas e trazer bons momentos e experiências inesquecíveis.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome