Go Girl #1: Mary Mesk | Confira o álbum “Living Places”

Mary Mesk
Fotos: Jotapê/Maik

Com uma carreira já consolidada na música eletrônica, a DJ e produtora Mary Mesk comemora nessa semana a realização de dois sonhos: o lançamento do seu primeiro álbum, “Living Places”, e de sua própria gravadora, Mesk Records.

“Living Places” tem sua inspiração em um dos principais locais de referência na música eletrônica mundial: Ibiza! Cada uma de suas quinze produções, que passeiam pelo techno melódico, progressive house e influências do afro house, ganham o nome de uma localização especial. O álbum traz a união da sua vivência na ilha e sua paixão por música eletrônica: “Ibiza sempre foi o destino que mais me atraiu, com a perfeita combinação entre música e natureza que faz meus olhos brilharem e meu coração bater mais forte.”

Mary Mesk

Aproveitamos esse momento tão marcante na vida da artista para batermos um papo sobre carreira, inspirações e próximos passos:

Como é a sensação de poder se expressar pela música e lançar para o mundo um álbum com 15 músicas autorais que dizem tanto sobre sua essência?
A sensação é de dever cumprido. Trabalhamos duro para conseguir trazer toda minha essência e criatividade para o Álbum. Desta forma, consegui trazer minha energia e força para as músicas .

Você já tinha uma história para o álbum ou ela surgiu quando o mesmo estava pronto?
Não, eu não sabia. É muito bom ver todas as histórias juntas e fazer uma conexão entre elas. Para mim, é muito fácil criar músicas partindo de uma simples palavra, mas, o resultado fica muito melhor, quando falo sobre algo que vivenciei, sobre lugares de verdade.

Quais foram as decisões mais difíceis que você teve que tomar para a concretização do álbum Living Places?
Foi difícil decidir se esse seria o momento apropriado para lançar um álbum, ou porque o mundo está parado, ou porque as pessoas estão em casa e têm maior disponibilidade para ouvir o que foi feito para elas.
Quando o trabalho estava pronto pensei: estamos todos conscientes do que está acontecendo e esse é um bom momento para trazer felicidade para as pessoas. Eu sei do fundo do meu coração que este álbum fará as pessoas se sentirem bem.

Responda cada pergunta com 1 música do álbum:
Preferida: Hi Space
Mais difícil de produzir: Empty Streets
Que traz mais emoção: Dc-10
Para dançar: For The Sun
Que não pode faltar: Dark Places

Como surgiu a ideia de abrir a Mesk Records e como foi o processo até que tudo estivesse pronto e a gravadora, de fato, lançada?
Esse é um sonho antigo que sempre esteve em meus planos, tive a oportunidade de me organizar e me dedicar a gravadora durante essa quarentena. Em paralelo, minhas músicas estavam finalizadas e tomando a forma de um álbum, foi quando encontrei a oportunidade de lançar a Mesk Records. Com a ajuda da minha equipe consegui colocar tudo em prática a tempo de fazer os lançamentos, com todas as exigências.

Se apresentar no Burning Man Multiverse 2020 deve ter sido um grande marco em sua carreira. Como foi a preparação desse set e a sensação pós, ao concluir essa missão?
A preparação foi intensa, quando fiquei sabendo que iria me apresentar trabalhei por 3 semanas arduamente para finalizar as músicas e assim poder apresentar um set totalmente novo e autoral. Quando tudo estava no ar, tive a sensação de dever cumprido e senti que algo tinha mudado, uma conexão muito forte com a arte onde pude me reencontrar com o passado.

Se a empreendedora Mariana Mesquita desse um conselho para empreendedores dentro do cenário da música eletrônica, qual seria?
Nunca pare de estudar, você deve estar sempre atualizado e buscando uma evolução diária..
Ande com pessoas que sejam mais experientes
Não duvide nunca do seu sexto sentido
Alie-se a pessoas leais, isso muda tudo

É notável para quem acompanha Mary Mesk sobre o seu espírito de artista, considerando que já passou por TV, teatro, e agora está no mundo da música, como produtora e DJ. Em que momento da vida descobriu sua paixão pela arte e como desenvolveu esse lado?
A paixão pela arte veio de muito cedo, comecei no teatro com 12 anos, me formei no teatro, logo percebi que eu tinha uma paixão pela música. Tudo começou com festas em casa, meu lado de dj sempre foi forte. Quando percebi eu estava completamente abduzida pela música, só pensava em música e falava de música, foi quando resolvi me profissionalizar.
Comecei fazendo um curso de produção musical na Dj Ban e logo montei o meu estúdio, com a ajuda da minha equipe, que me ensinou qual era o processo da criação das produções, dei início a produção das minhas próprias músicas. Tive a oportunidade de trabalhar com grandes produtores e tudo isso somou no desenvolvimento da produtora que hoje sou.

Imaginamos que a saudade das pistas, assim como para nós, é gigantesca. O que podemos esperar da Mary Mesk assim que a indústria voltar a funcionar normalmente?
Tenho grandes projetos por vir, alguns não posso falar ainda, quero dar bastante atenção para a Mesk Records e para minha produtora. O que eu posso compartilhar é que estou confirmada para a edição de 2021 do Burning Man em Black Rock Desert

Ficha Go Girl #1 – Mary Mesk

Nome: Mariana Mesquita
Nasceu em: Martinópolis – SP
Música favorita da sua vida: Catamaran – Stephan Bodzin
B2B dos sonhos: Eric Prydz
Acompanhe mais no Instagram!

O quadro Go Girl tem como objetivo dar destaque as DJs e/ou produtoras brasileiras que tem feito um trabalho incrível na cena. Acompanhe nossa playlist atualizada semanalmente com os lançamentos das melhores tracks!

Confira as músicas na live especial feita pela DJ na praia de Maresias, com uma superprodução assinada por Fabrizio Pepe:

Leia também: KVSH é o 1º convidado da Playlist ‘We Go Out INVITE’. Ouça as 20 músicas escolhidas pelo artista!

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Tem duas paixões na vida: viagem e música. Com mais de 30 países na bagagem e muitas histórias em festivais, escolheu os cinco dias acampada na lama do Glastonbury e a mágica de trabalhar no Tomorrowland Bélgica como as experiências mais incríveis que já teve.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome