Gravadoras gringas de música eletrônica que já lançaram artistas brasileiros

gravadoras

Gravadoras são um dos pilares que sustentam a indústria da música, apoiando artistas e contribuindo para o sucesso de suas tracks e álbuns. Além de manter essas engrenagens girando, as gravadoras também geram um certo status para os artistas dependendo de sua popularidade e relevância, por isso artistas de música eletrônica estão sempre em busca de alçar novas e maiores gravadoras. O Brasil tem muitas gravadoras independentes notáveis que geram muito respeito no meio nacional da House Music, mas a maioria das grandes gravadoras tem um influência internacional que acaba sendo muito cobiçada.

Neste artigo vamos direcioná-los para algumas gravadoras internacionais que já têm um bom relacionamento com alguns artistas brasileiros.

kalla orbis

Spinnin’ Records

Hoje em dia a Spinnin’ carrega o título de ser a maior gravadora de música eletrônica do mundo. O selo Holandês é responsável pelo lançamento de algumas tracks inesquecíveis feitas por gigantes da cena nacional. Alguns exemplos de tracks que saíram por lá são:

– Alok, Zeeba, Bruno Martini – Hear Me Now

  • Uma das tracks de música eletrônica com mais plays no spotify (passando dos 550 milhões de streams)
  • Alok é foi um parceiro tão frequente deste selo que ele abriu sua própria gravadora (Controversia) em parceria com a Spinnin. Fazendo dela uma Sub label.

Vintage Culture, Adam K, MKLA – Save me

  • O grande Vintage possui mais de 15 tracks estampados com esse belo “S”.

Chemical Surf, Dubdisko – I Wanna Do

Illusionize, DJ Glen – First Time

Infinity – Dubdogz & Bhaskar edit

Outros artistas que já passaram por lá: Jetlag, Vitor Bueno, LOthief, Pirate Snake, rrotik, Almanac, Breaking Beattz, Gorillowz, Jørd, Cat Dealers, Fancy Inc, Felguk, NUZB, Malifoo, Pimpo Gama…

Dirtybird

A clássica label de tech house da Califórnia fundada por Claude VonStroke, é facilmente reconhecida por suas tracks bastante únicas e “estranhas”, e pelas belas artes que são confeccionadas para cada capa. VonStroke têm um grande amor pelo som do tech house bem brasileiro, trazendo dezenas de artistas nacionais para o seu catálogo. Em seguida alguns exemplos das tracks mais relevantes que eles assinaram:

Cour T. – Black Magic

  • Cour T. é altamente consagrado pelo próprio VonStroke, chegando a torná-lo em, basicamente, um embaixador da Dirtybird aqui no Brasil. Sempre presente nos line-ups de seus festivais e até sendo responsável por criar os line-ups dos festivais da DB que rolam no brasil.

Bruno Furlan, DJ Glen – Another Planet

Pimpo Gama – Let’s Play It Again

DKING – Tramp

Illusionize – This Is My Flow

Outros artistas que já passaram por lá: HeyDoc!, MKKAY, Confesser, Hypside, MNK4, Back Groove, Borgez, Nick Siarom, Danny Kolk, FeelGood, Holt 88, Plastic Robots

STMPD

STMPD é mais uma label Holandesa que vem dominando em várias vertentes da house music, pra alguns essa é muito especial por ter sido fundada por um dos maiores nomes da EDM: Martin Garrix. Recentemente a nova galera do house brasileiro tem enquadrado várias tracks no selo, aqui vão alguns exemplos:

NUZB, MALARKEY – Miss Me

  • NUZB tem trazido o retrofuture pro spotlight com seus diversos releases com a gravadora (mais de 6 releases só em 2021)

Carola, Bart B More – The Beat Drops

  • Essa é muito especial porque a Carola é a primeira mulher a assinar com a STMPD! Esperamos que seja a primeira mas não a última.

KVSH, Schillist – Sicko Drop

  • Essa tem direito até a dancinha de Tiktok

DubVision, Pontifexx – Stand By You

Chemical Surf, Ghabe – Terremoto

Outros artistas que já passaram por lá: Zuffo, Dual Channels, Victor Lou, Breaking Beattz, Audax, Cat Dealers, Le Dib, Diskover

Box Of Cats

Wongo, Jeff Doubleu, Jak Z, Kyle Watson, Tom EQ  e Marc Spence são os responsáveis por uma das labels com a estética mais adoráveis do tech house. Mas não se deixe enganar porque cada track que sai por lá é intensa e energética, como é de se esperar se você já conhece o som de alguns dos fundadores. O Brasil sempre se destaca no tech, então aqui estão alguns sons que você já deve ter ouvido:

Gorillowz, Howz – Toxic Ways

KZN – My Dive Man

LOThief, Pirate Snake – Hallelujah 

Dashdot, Korvo, Ashibah – Insane

Nick Siarom, Lucati – Sonido Latino

Outros artistas que já passaram por lá: Roddy Lima, FeelGood, Dashdot, Rocksted, Danny Kolk, Holt 88, Ashiba, rrotik

Drumcode

Uma das maiores e mais influentes labels focadas em Techno, a sueca Drumcode Records liderada por Adam Beyer. A gravadora foi fundada em 1996 e vem colecionando uma série de sucessos em seus lançamentos, caçando novos talentos, um programa de rádio entre outras atividades como eventos e festivais. Em agosto de 2018, a Drumcode foi a label de Techno mais vendida no Beatport de acordo com o BeatStats, e o terceiro selo mais vendido no Beatport de todos os tempos. 

Victor Ruiz – Freedom EP

– ANNA – Galactic Highways EP


– Vinicius Honorio – Through The Darkness EP

Wehbba – Straight Lines & Sharp Corners

Defected

A lendária gravadora de Simon Dunmore que há 20 anos que se dedica ao melhor do House, construiu a sua marca principal e inúmeras labels e outras marcas, garantindo presença na maioria dos eventos e festivais, além dos seus próprios. Ainda assim, nem tudo foi fácil – a Defected passou por grandes desafios para se tornar a label que é hoje. Em entrevista com a DJ Mag, Dunmore conta sobre sua história de house, adaptabilidade e sua abordagem aos negócios… “Sou um colecionador de música e labels. Minha ambição era que as pessoas tivessem um rack Defected em suas coleções da mesma forma que teriam um rack Salsoul, um rack Prelude, um rack Strictly, um rack Philly International

Vintage Culture, Elise LeGrow – It Is What It Is

Rekids

Rekids é uma gravadora focada em música eletrônica underground sediada no Reino Unido, criada em 2006 por Matt Edwards (também conhecido como Radio Slave). Em sua existência relativamente curta, o Rekids rapidamente se tornou um dos selos underground mais respeitados do mundo – lançando música eletrônica de altíssimo nível. Alguns dos principais artistas representados pela gravadora incluem Nina Kraviz, Mr. G, Luke Solomon, Spencer Parker, Toby Tobias, James Teej e, claro, o próprio Radio Slave. A Rekids organiza festas por toda a Europa – mais notavelmente no Panorama Bar de Berlim e no Rex Club em Paris.

Marcal – Reduction EP Pt. 1,2,3

Cada vez mais os brasileiros expandem seus horizontes musicais para o mercado internacional, transformando nosso país em um ícone para a música eletrônica. Além destas que foram citadas, muitas outras também botaram um pouco de verde e amarelo em seus catálogos: Confession, Night Bass, Cuff, Sink or Swim, Armada, House Of Hustle, My Techno Weighs a Ton, Dharma, Dim Mak, Musical Freedom e muitas outras. 

E para as que ainda não aderiram ao jeitinho brasileiro, logo vem a sua vez também, só aguardem.

Texto por: Heydoc! (@heydocmusic)

Leia Também: Gravadoras de música eletrônica | Como acompanhar os lançamentos nacionais

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas, clique aqui!
- Confira nossos grupos exclusivos de WhatsApp aqui!

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome