Laroc alcança a 12ª posição no ranking Top 100 Clubs da DJ Mag

Laroc top 100

Depois de mais de 500 dias fechados em virtude da pandemia, o Laroc Club cumpriu um feito histórico ao subir seis posições no ranking Top 100 Clubs da DJ Mag, alcançando a 12ª posição. O primeiro sunset club do Brasil sempre revolucionou e continua fazendo toda a diferença na cena da música eletrônica no nosso país, trazendo mais de 250 artistas de nível mundial ao longo dos quase seis anos de vida.

Com capacidade para 5 mil pessoas e ocupando uma área de aproximadamente 50 mil metros quadrados, sendo 6 mil metros quadrados de área construída, o clube está em meio a uma exuberante paisagem e com uma infraestrutura de primeiro mundo. Localizado entre as colinas no km 118 da Rodovia Dom Pedro I, em Valinhos, a apenas dez minutos de Campinas e pouco menos de uma hora da capital paulista, o local tornou-se referência no mercado. 

A inauguração de um clube robusto e com uma proposta inovadora foi algo realmente empreendedor na época. Construir algo sólido na indústria do entretenimento hoje em dia no Brasil não é nada fácil, mas o Laroc Club provou que com um bom planejamento, equipe especializada e, principalmente, com amor pela música eletrônica, pode-se alcançar o sucesso evidente. Com público advindo 60% da capital, o clube se tornou de fato uma referência no mercado mundial e demonstra sua solidez ao conquistar em menos de 6 anos de vida a popularidade como clube #12 do mundo, mesmo em meio à pandemia.

Com diversas aberturas SOLD OUT durante o ano, a casa não é somente uma opção cultural aos moradores de Campinas e região, mas também ajudou a desenvolver ainda mais a economia local. Hoje, o Laroc faz parte de um complexo de casas noturnas que, com sócios em comum, transformaram aquele vale em um point de música de qualidade. Os irmãos mais novos do clube, o Folk Valley, focado em shows ao vivo de música brasileira, e o Ame Club, com foco na música eletrônica underground, dão ainda mais robustez ao projeto de polo do entretenimento.

Nesses quase seis anos, mais de 70 headliners se apresentaram em shows inesquecíveis. Desde a sua inauguração, grandes artistas internacionais de distintas vertentes – do big room ao underground, do techno ao house – passaram por aquele palco. Isso evidencia a diversidade como parte da essência da história do Laroc, que teve cada noite com a sua particularidade.

Toda essa trajetória levou o Laroc Club ao sucesso que enxergamos hoje ao ser coroado o clube #12 do mundo. Com um enorme apelo sensorial e emocional, o clube proporciona uma experiência única com os enormes painéis de LED, um sound system de primeiro mundo, pirotecnia, performances, chuva de papel picado e outros artifícios. Todos esses efeitos, somados à vibe do público, fazem dos shows verdadeiros espetáculos, que remetem a grandes festivais de música eletrônica. 

O grande retorno já tem data marcada. O Réveillon Laroc surpreendeu os fãs e pela primeira vez será realizado durante três dias, prometendo diversão com segurança. Os headliners para as três noites são Bruno Martini, KVSH, Illusionize, Chemical Surf e Bakermat, juntamente com um time de outros DJs brasileiros, garantindo três noites de muita sonzeira. As vendas de ingressos já estão abertas e os lotes estão esgotando. Portanto, fique ligado para não perder a oportunidade e lembre-se que a capacidade do clube será reduzida.

Parabéns Laroc Club pela conquista mesmo em meio a tempos tão incertos, mostrando que a base de fãs continua amando a casa. 

Leia também: Kaká Franco compartilha 5 dicas para comandar uma pista… sentada!

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

DJ, produtor musical e estudante de publicidade, seu objetivo de vida é emocionar as pessoas e fazer com que elas sintam lá no fundo algo confortante. Seja tocando em festas, produzindo suas próprias tracks ou escrevendo textos, acredita que a música eletrônica tem o potencial único de unir pessoas e trazer bons momentos e experiências inesquecíveis.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome