Lollapalooza Chicago recebeu quase 400 mil pessoas e marcou a volta dos grandes festivais nos EUA

Lollapalooza Chicago

No último final de semana, o Lollapalooza Chicago teve seu tão esperado retorno. Entre 29 de Julho e 1 de Agosto, dezenas dos maiores artistas do Rock, Indie, EDM, Rap e Pop se apresentaram no Grant Park em Chicago para quase 100 mil pessoas por dia que colecionaram grandes memórias de momentos musicais pra lá de especiais.

Com headliners dos mais variados gêneros musicais que iam desde Miley Cyrus a Foo Fighters, passando por Marshmello, Illenium, Tchami, Steve Aoki, Alison Wonderland, Jauz, Slander e muitos outros, o festival foi um completo sucesso e ainda por cima contou com uma mega apresentação do nosso queridíssimo Vintage Culture no sábado.

Lollapalooza Chicago
Foto: Divulgação | Lollapalooza Chicago 2021

O primeiro dia de festival teve a dose de energia esperada para o retorno de um festival tão especial e importante como o Lolla, o sentimento que estava no ar era de “a música ao vivo está finalmente de volta”. Como era de se esperar, o americano Steve Aoki roubou a cena na quinta-feira, trazendo para o palco eletrônico (Solana X Perry’s) abarrotado toda a loucura e energia bombástica de seu show. O DJ trouxe alguns outros artistas ao palco como Alex Gaskarth, da banda de punk All Time Low, e juntos apresentaram duas novas collabs ainda não lançadas. E claro, não podiam faltar muitos fogos de artifício, o famoso arremesso de bolo “Cake Me” e o “crowd control” que só Aoki sabe fazer.

Foto: Divulgação | Lollapalooza Chicago 2021

Outra apresentação bastante marcante do primeiro dia foi, sem dúvida, a de Miley Cyrus. A artista mostrou sua influência contínua no mundo da música, trazendo uma série de estrelas convidadas inesperadas como Billy Idol, Juicy J e Wiz Khaliffa.

Para fechar com chave de ouro o primeiro dia do Lolla Chicago, ninguém melhor do que Illenium no palco Bud Light Seltzer. O artista fez uma apresentação realmente emocionante, extremamente enérgica, com o bass bombando e as melodias clássicas do DJ complementando tudo, criando uma atmosfera quase transcendental para a multidão de fãs, ao apresentar seus clássicos e tracks do seu novo álbum “Fallen Embers”.

A sexta-feira, segundo dia de festival, foi palco de uma das maiores apresentações do Lolla, com Marshmello. Quem já viu o mascarado tocando ao vivo sabe de toda a energia que o artista entrega para o público, e dessa vez não foi diferente. Tocando diversas tracks autorais e algumas collabs com nomes como Subtronics e Carnage, Marshmello mostrou realmente a que veio logo na abertura de seu set, quando tocou uma colaboração inédita com Ray Volpe, um exemplo do dubstep forte e cheio de energia que o público espera para um show de um dos maiores nomes da Bass Music atual.

Outro artista que chamou muito a atenção dos fãs com sua apresentação, foi Tyler, The Creator. Resgatando todas as eras de seu repertório, reconhecendo o passado contraditório e criando um verdadeiro tributo ao público, o artista marcou o Lollapalooza se apresentando pela primeira vez como Headliner do festival.

O terceiro dia do Lollapalooza Chicago foi bastante eclético, com grandes apresentações de grandes artistas de variados estilos musicais. Um momento que chamou a atenção foi a homenagem do rapper Trippie Redd ao amigo e também rapper Juice WRLD, que faleceu em 2019.

Post Malone, como sempre, trouxe toda sua energia para os fãs, marcando um momento único na vida de cada um da multidão. O cantor tinha uma presença envolvente, bebendo em um copo vermelho solo e contando piadas. Ele disse que os fãs de longa data “sabem que gosto de cantar sobre formas” e, em seguida, com uma risadinha, apresentou a música “Squares” – que obviamente era “Circles”. O set terminou com uma forte série de sucessos: “White Iverson”, “Sunflower”, “Rockstar” e “Congratulations”. Malone manteve a voz boa o tempo todo e seu talento natural brilhou.

O duo Slander teve a honra de fechar o palco Solana X Perry’s no sábado, com a perfeita mescla de sons com muita energia e graves fortíssimos aliados à melodias completamente emocionantes, dignas de um verdadeiro espetáculo que só eles sabem fazer. Ah, é claro que não poderiam faltar muita pirotecnia e canhão de fumaça para deixar tudo ainda mais incrível e inesquecível. Sem dúvida foi um dos shows mais marcantes de todo o festival.

Não podemos deixar de citar um dos momentos mais especiais do sábado no Lollapalooza Chicago, que aconteceu no palco Solana X Perry’s: o show emocionante de Vintage Culture! Tocando por uma hora no meio da tarde, Vintage soltou tracks clássicas de seu repertório, como Drinkee e Feeling Good.

Fechando o festival, o Domingo no Lollapalooza com certeza rendeu grandes emoções e boas memórias para os participantes.

Como sabemos, os Foo Fighters são veteranos do Lollapalooza e uma banda de festival por excelência. Para a edição de 2021, eles não se aventuraram muito longe do material que executaram em outros shows recentes e apresentaram seus maiores sucessos – “The Pretender”, “Learn to Fly” e “My Hero” entre eles – e isso pode foi exatamente o que os fãs precisavam.

Como sabemos, a apresentação de DaBaby foi cancelada por conta dos ataques homofóbicos e sorofóbicos do artista quando cantava no Rolling Loud, sendo substituído por Young Thug. Thugger começou 20 minutos atrasado, não interagiu muito com a multidão, mas pelo menos não declarou nenhum ódio e desinformação.

Fechar o festival e o palco Solana X Perry’s da melhor forma só poderia ser com ninguém mais ninguém menos do que Alison Wonderland. Uma das artistas mais emocionantes da cena eletrônica atual, trazendo para seus sets melodias hipnóticas, vocais delicados, batidas super energéticas e o bass mega poderoso que abraça todo o público. A atmosfera criada por Alison em suas apresentações é incomparável, sua identidade e presença de palco criam memórias inesquecíveis em todos os fãs, que com toda a certeza vão lembrar desse set com um carinho muito especial.

O Lollapalooza, apesar de ter sido um sucesso, gerou bastante controvérsia na população de Chicago, já que muitos viam como inapropriada a realização de um festival desse porte no meio de uma pandemia, mesmo com o avanço da vacinação nos Estados Unidos. Seguindo as recomendações do Departamento de Saúde Pública de Chicago – Chicago Department of Public Health -, os organizadores do evento anunciaram no Sábado, via Twitter, que o uso de máscaras seria obrigatório para todos os participantes em locais fechados.

O Lollapalooza Chicago 2021 marcou o retorno de um dos festivais mais queridos de todo o mundo, trazendo os melhores artistas internacionais dos mais variados gêneros musicais, divididos em sete palcos ao longo dos quatro dias de evento. De acordo com os organizadores, cerca de 100 mil fãs participaram do evento em cada um dos dias, fazendo desta edição um verdadeiro marco e um símbolo de esperança para o retorno consistente dos grandes eventos de música ao vivo de nível mundial.

Leia também: Le Dib lança nova faixa “Feel The Love” pela Sony Music

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

DJ, produtor musical e estudante de publicidade, seu objetivo de vida é emocionar as pessoas e fazer com que elas sintam lá no fundo algo confortante. Seja tocando em festas, produzindo suas próprias tracks ou escrevendo textos, acredita que a música eletrônica tem o potencial único de unir pessoas e trazer bons momentos e experiências inesquecíveis.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome