Manifestação em Londres para o retorno dos eventos terá grandes nomes da cena

Manifestação

No domingo, 27 de junho de 2021, os movimentos Save Our Scene UK (“SOS”), #LetUsDance e amigos organizarão uma manifestação em Londres com apresentações de alguns dos maiores nomes da música. Espera-se que seja a maior manifestação que a indústria da música já viu.

Kai Cant, o fundador do Abode Records veio para a SOS com a ideia inicial e desde então reuniu DJs e potências de todos os cantos da cena para se unirem sob o grito de guerra de #FreedomToDance!

A marcha partirá de Marble Arch às 12h de domingo e chegará ao Parlamento, com DJs de nomes como Alan Fitzpatrick, Eats Everything, East End Dubs, Fat Tony, Franky Wah, Hannah Wants, Jess Bays, Max Chapman, Charlie Tee, Kizzy Alicia, SUAT, Seb Zito, SOSA, Waff, Summer Ghemati, Wheats e muitos mais.

O fundador da SOS, George Fleming comentou: “Embora seja ótimo ver ondas de fãs de futebol festejando em Londres, isso realmente nos faz uma pergunta: por que a indústria da música ainda está sendo sufocada pelo governo? Provamos que podemos abrir com responsabilidade, e 58.000 pessoas participaram dos eventos piloto, das quais apenas 15 tiveram resultado positivo (5 das quais relacionadas a casa). Isso provou que a indústria pode realizar eventos seguros com sucesso, sem aumentar a disseminação do vírus.

Michael Kill CEO da NTIA / Savenightlife CIC #LetUsDance disse: “O governo tem marginalizado sistematicamente nosso setor, tivemos que lutar por todo apoio e engajamento durante a pandemia. Temos sido continuamente visados ​​pelo governo e excluídos em cada novo anúncio. Nossa indústria é reconhecida e valorizada em todo o mundo, mas subestimada por nosso próprio governo. É hora de recuar e mostrar o poder da música eletrônica e da economia noturna por meio de seu maior patrimônio, seu povo! É hora de #Letusdance.

Eats Everything, um dos maiores artistas do Reino Unido diz:Neste governo, é tudo sobre dinheiro, e não pode ser que nossa indústria não seja financeiramente benéfica para eles porque claramente somos, então tem que ser meramente pelo fato de que eles não gostam da cultura, clara e simplesmente. Eu não sou um negador da Covid ou anti-máscara / anti-vacina de qualquer forma, o que eu sou é uma pessoa que é membro de uma indústria que tem sido totalmente oprimida repetidas vezes … Pare de estragar corações, mentes e meios de subsistência”.

Hannah Wants, DJ e produtora britânica, que também se apresentará no domingo, disse: “Estou orgulhosa e animada que a indústria da dance music está se unindo para lutar por nossas indústrias futuras.”

Fleming continua:Estamos protestando esta semana para dizer ao Governo que já basta e não ficaremos mais em silêncio. Muitos empregos foram perdidos e os danos tornaram-se irreversíveis. Cerca de 10.000 locais licenciados já fecharam permanentemente e mais de 400.000 funcionários de eventos ao vivo perderam seus empregos. Nossa mensagem ao governo é que se eles demorarem mais, estaremos nas ruas protestando diariamente. Não podemos esperar mais.

Um dos organizadores, e fundador da Abode, Kai Cant disse: “Alguns podem perguntar, por que protestar agora, faltam apenas 4 semanas? Ao que eu respondo, se ficarmos calados, isso apresentará um potencial maior para o Governo atrasar novamente e novamente. Fizemos muitas pesquisas nos últimos dias, o que mostra que, em média, 90% da população não acredita que serão retiradas todas as restrições em 19 de julho. Isso mostra uma total falta de confiança, é por isso que estamos aqui hoje. Para as pessoas.

O movimento Save Our Scene encoraja todos a agirem com responsabilidade, segurança e recolher seu lixo durante a manifestação.

Leia também: Gianni Petrarca aposta em radioshow na Radio Revolution, dos EUA

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

DJ, produtor musical e estudante de publicidade, seu objetivo de vida é emocionar as pessoas e fazer com que elas sintam lá no fundo algo confortante. Seja tocando em festas, produzindo suas próprias tracks ou escrevendo textos, acredita que a música eletrônica tem o potencial único de unir pessoas e trazer bons momentos e experiências inesquecíveis.

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome