Novidades do Rock in Rio: João Brasil estreará quatro músicas no festival

0

Impossível ainda não conhecer João Brasil depois do grande sucesso Michael Douglas – música que deu origem à famosa hashtag #nuncamaiseuvoudormir! Muito antes disso, o produtor já era bem conhecido na cena carioca por tocar seus Mashups que mistura funk com pop e música eletrônica.

Agora com o novo EP #Naite, João Brasil planeja o lançamento em quatro fases, projetadas em datas específicas e culminando na apresentação do trabalho completo pela primeira vez em 16 de setembro, na pista do Palco Eletrônica, do Rock in Rio, onde ele está preparando uma participação histórica: “Espero que meus fãs gostem e dancem muito! Lançar o EP algumas semanas antes foi justamente para que todos cheguem no show já sabendo cantar e se divertindo junto comigo no festival”, comenta.
João Brasil
O EP #Naite começou a ser produzido em fevereiro deste ano, e foi criado especialmente para injetar novas batidas e referências nas pistas do Brasil e do mundo. “Produzi o EP pensando na noite, nas pistas de dança de clubs e festivais, lugares onde trabalho e passo grande parte da minha vida. Estou trabalhando nele desde o final do carnaval, escolhendo as melhores ideias. É o meu trabalho mais eletrônico até agora”, conta João, que chamou artistas do funk e do eletrônico para participarem do novo trabalho.
*
Seu sucesso Michael Douglas foi tocado por grandes nomes da cena eletrônica, como Steve Aoki e Hardwell – e de tantos outros singles que viralizaram na internet, o carioca João Brasil nos surpreende mais uma vez com um EP contendo 4 faixas inéditas, com potencial para tornarem-se os próximos hits do verão, investindo na mistura do funk com música eletrônica.
 
A primeira faixa do álbum, “YouTubers”, é uma forma de homenagear os canais que o artista mais gosta de assistir e acompanha um vídeo clip inédito, com animação em memes (uma tendência seguida por artistas como Kate Perry e Hardwell) de todos os criadores de conteúdo citados. Em menos de 24 horas o clip bateu 100 mil visualizações no YouTube. “Sou muito fã dessa geração de YouTubers, os verdadeiros Rock Stars. A música é um ode a estes artistas que estão desenhando o entretenimento do presente; são os grandes revolucionários da mídia atual”, afirma João.  

 

O vídeo apresenta uma colagem dos passinhos de dança mais famosos das redes sociais e foi produzido de forma inovadora na plataforma colaborativa Winnin Hub. 
 
“Latinha” conta com a participação especial do duo de música eletrônica Brazza Squad. A faixa de “Low Funk” traz elementos da bass music com o low bpm apelidado de deep house e vocais de funk. “Esse single acabou se tornando um ‘Low Funk’ e é o que mais traz batidas eletrônicas no EP inteiro. Me inspirei em Timbalada, pensando na onda do ‘Água Mineral’, mas não é um axé, está bem longe disso”, conta João Brasil.
 
“Beth” é uma das faixas mais importantes do EP e conta com a participação do famoso DJ Dennis. “O single conta a história de Beth e Beatriz. Fiz a letra em 15 minutos no avião e foi a terceira música a entrar no EP. Cheguei no estúdio do Dennis com a letra pronta, colocamos a batida, gravamos as vozes, fizemos a linha de sintetizadores e a faixa já estava criada. Foi uma das produções mais divertidas que já fiz em minha carreira”. Do encontro nasceu esta inusitada mistura de funk com eletrônica que é “Beth”. Além de engraçada e alegre, retrata com precisão o bom humor e carisma do DJ João Brasil.
 
A quarta e última faixa do EP, “Rave de Favela”, é o primeiro funk 150 BPM de João Brasil. Esse estilo já está tomando conta de bailes em comunidades do Rio de Janeiro, principalmente em Nova Holanda, e o DJ não quis ficar de fora da festa. “Eu considero esse funk como ‘o novo funk’. Antes, o estilo era dançado no chão, mas a produção de ‘Rave de Favela’ foi pensada para a galera dançar com a mão pra cima, se divertirem e pularem. A ideia é sair do chão mesmo”, diz João Brasil.
 
Todas as faixas serão tocadas pela primeira vez no Rock in Rio e englobam o trabalho mais eletrônico do artista até então, explorando rimos como o funk e o bass.João Brasil

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here