O que fazer em um dia em Tarragona

O nosso passeio começou de forma inesperada. Tínhamos planejado passar o dia em Castelldefels, mas pegamos o trem errado e quando vimos estávamos no meio do caminho para Tarragona. Decidimos arriscar e continuar no trem até lá para não perder a viagem! Aproveitamos para conhecer o centro histórico da cidade e pegar um pouco de praia, e vamos dar aqui nossas dicas para quem quer passar um dia por lá!
.
TARRAGONA
É uma das quatro províncias da Catalunha (junto com Barcelona, Girona e Lleida). A cidade ainda tem muitos resquícios arqueológicos do tempo do império romano, que hoje são considerados Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. O site oficial da cidade está cheio de detalhes sobre os pontos turísticos, vale ler antes de ir pra lá!
tarragona
 
.
COMO CHEGAR
Existem três formas de chegar a Tarragona viajando de Barcelona (colocamos em ordem do que achamos melhor, de 1 a 3):
.
1) Trem Convencional: É a melhor opção, custa 8 euros e a viagem demora entre 1h10 e 1h20. Não precisa comprar com antecedência, já que tem partidas a cada meia hora no máximo (você pode verificar os horário no site da Renfe).  Os trens saem de três estações de Barcelona: Estació de França, Passeig de Gracia ou Barcelona Sants.
.
2) Ônibus: Basicamente duas empresas fazem o trajeto, a Alsa e Plana. A viagem custa de 8 a 14 euros ida ou de 16 a 24 ida e volta, depende da companhia.
.
3) Trem Bala: é a opção mais rápida (por volta de 50 minutos), mas é mais cara e a estação de chegada, Camp de Tarragona, fica a 14km da cidade. De lá para a cidade dá para pegar um táxi ou ônibus da empresa Plana.
.
O QUE FAZER
.
A cidade Tarragona é bem pequena, e é possível fazer toda a parte do centro histórico a pé. Chegando pela rodoviária, você está no centro e no final da Rambla principal, se chegar pela estação de trem a caminhada é de 15/20 minutos até lá. Nós chegamos pelo trem e decidimos fazer tudo a pé, e na metade do dia já tínhamos conhecido toda parte histórica da cidade.
tarragona
 
.
Começamos pelo final das ramblas, onde fica a rodoviária. Subimos a rua e fomos passando pelos principais monumentos da cidade, como o Monumento a los Castellers, que representa uma tradição muito importante da cidade, a torre humana:
tarragona
. 
No lado oposto a rodoviária fica o Balco del Mediterrani, um mirante com uma vista muito bonita da praia e da cidade. Andando para a esquerda dá para ver também o Anfiteatro Romano, onde aconteciam as lutas de gladiadores e execuções. Para visitar o anfiteatro é necessário comprar um ticket que custa 3,30 euros. (Para quem quer visitar mais pontos turísticos como o passeio arqueológico, a Maquete de Tárraco, o Pretori e circo romano, dá para comprar um ingresso combinado, que custa 7,40 euros por pessoa)
tarragona tarragona
 
.
Nós continuamos nosso passeio nos perdendo pelo bairro antigo, entre os resquícios das muralhas romanas até chegar na Catedral de Tarragona. Para visitar a basílica é necessário comprar um ingresso que custa 5 euros, e também dá acesso ao Museu Diocesano que se encontra lá dentro.   Na volta, passamos na frente do Pretori e Circo Romano (todos ficam bem perto). O Pretori proporciona uma vista de cima da cidade, já o circo romano era onde aconteciam as corridas de carros e cavalos, com estruturas embaixo de prédios por lá)
 
tarragona tarragona
.
Como queríamos ir para a praia, acabamos nosso passeio turístico por ali, mas ainda existem outras opções para quem quer entender mais sobre a história da cidade, como o Mausoléu de Jaume I (que fica na prefeitura da cidade), o passeio arqueológico pelas Muralhas (ainda muito preservadas, cercavam a cidade na época do império romano) e o Museu Nacional Arqueológico (com objetos da época romana na cidade).
.
Nossa ideia inicial era ir para Salou (praia do agito, onde fica a Pachá e as outras baladas de lá), mas demoramos para descobrir que ônibus regulares não chegavam nessa praia, e precisávamos pegar um ônibus na rodoviária que demorava meia hora para chegar. Resolvemos ficar pelo centro mesmo na Playa del Miracle. Deu para aproveitar o resto do dia de sol e fechar bem nosso passeio pela cidade!
tarragona
.
Tem duas paixões na vida: viagem e música. Com mais de 30 países na bagagem e muitas histórias em festivais, escolheu os cinco dias acampada na lama do Glastonbury e a mágica de trabalhar no Tomorrowland Bélgica como as experiências mais incríveis que já teve.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here