Peterson Fersa continua fazendo ‘Música nas Alturas’, dessa vez com set a mais de 2 mil metros de altitude

Peterson Fersa
Foto: Divulgação

Prosseguindo com seu projeto “Música nas Alturas”, o DJ paulistano e produtor de música e eventos Peterson Fersa acaba de lançar o segundo episódio da série inovadora. Desta vez, o palco da apresentação é o Pico do Itapeva (SP), na altitude de 2.030 metros do topo da Serra da Mantiqueira, onde impera o ranking do quinto pico mais alto do Brasil. No primeiro episódio, Peterson produziu um set de 33 minutos nos ares, dentro de um balão, frente à bela visão aérea da região de Boituva-SP.

“Durante todo o set é possível sentir a adrenalina do Pico e toda sua natureza. A vista descortinada e panorâmica do mirante e a paisagem exuberante no horizonte ao amanhecer criam um cenário surpreendente e inusitado, onde a música transcende e toca a infinitude das nuvens no céu”, revela o DJ em ascensão. 

mr ruiz

“Música nas Alturas II”, que tem uma hora de duração, foi gravado full time com o apoio de de um mobile, câmera, GoPro e drone. “Os takes contam com movimento e acompanham a sonoridade do set influenciado pelo future house e house music”, explica. Ele complementa: “o nascer do Sol, o céu azul e cor de rosa, o relevo das montanhas, e a vista excepcional de mais de 15 cidades contemplam cada batida, que ecoam por todos os cantos. É sobrevoando o Brasil e o mundo que quero e vou chegar ao topo”, sonha alto. 

O set conta com o apoio da Sextinha, festa paulistana que reúne DJs revelações e renomados, e acontece uma vez por mês, sempre às sextas-feiras, no Sonora Garden no estádio do Canindé. Sendo o dia 8 de janeiro de 2020 a última edição antes da disseminação da pandemia, mas com retorno previsto para 2021.  “A Sextinha transborda felicidade, amor e paz. E é com o sorriso escancarado, que agradeço pela parceria. Juntos, estamos escrevendo um novo capítulo das nossas histórias, um romance à longa data, e que está tornando um sonho realidade”, retribui.    

Os agradecimentos também vão para o Pico do Itapeva e a equipe de apoio – Paulo Montheiro (videomaker) e Rapha da Age Drone. Já Peterson Fersa que, atualmente, em tempos de pandemia, está apostando em projetos diferenciados, produzindo novos sets e firmando parcerias e continua em constante evolução, está preparando surpreendentes lançamentos para os próximos meses. “Criar e produzir. Esta é a minha label, meu crew. Minhas músicas têm volume e elegância – é a atmosfera livre que me inspira. E faz do meu repertório marcante e emblemático”, conclui.

Leia Também: The Primitive Soul mostra sua identidade sonora atual em live no Facebook

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Administradora paranaense, morou alguns anos em São Paulo e adora as várias opções de festas e eventos que a cidade oferece. É viciada em festivais, não tem medo de encarar um sozinha! Já passou por mais de 15 fora do Brasil, como Creamfields (UK), SXSW (Austin), Coachella (CA), Ultra (Miami e Croácia) e Mysteryland (NL). Divide suas paixões musicais entre techno e indie rock!

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome