Raves ilegais com milhares de pessoas no Reino Unido acabam em violência e morte

raves ilegais
(Imagem: MEN Media)

Mesmo com a proibição de eventos e aglomerações no Reino Unido, foram realizadas nesse final de semana duas raves ilegais na região ao redor da cidade de Manchester, atraindo um total estimado de 6.000 pessoas.

Os eventos ilegais ocorreram no Daisy Nook Country Park de Oldham (com o nome de “Quarantine Rave” e com cerca de 4.000 pessoas) e em uma área perto de Carrington, na Grande Manchester (cerca de 2.000 pessoas), na noite do último sábado, 13 de junho.

Segundo o site Mixmag, além da aglomeração gerada, as raves ilegais ainda resultaram em uma morte de uma pessoa de 20 anos com suspeita de overdose de drogas, uma mulher de 18 anos agredida sexualmente e três esfaqueados.

A polícia teve que intervir de forma controlada para que não houvesse maiores riscos de violência por se tratar de um grande número de pessoas. O assistente do chefe de polícia Chris Sykes disse que os policiais em cena “foram recebidos com violência, resultando em itens lançados e um carro da polícia sendo vandalizado”.

A festa em Oldham ainda gerou uma grande quatidade de lixo, e foi necessária uma equipe de voluntários para ajudar a limpar a área no domingo, com a ajuda do conselho local.

Reforçamos que nós do We Go Out não apoiamos qualquer tipo de evento que gere aglomeração e recomendamos que todos sigam as orientações do governo e, se possível, fiquem em casa.

Leia Também: Festa em Berlim reune cerca de 1.500 pessoas em barcos e botes infláveis

Confira as novas normas de segurança que devem ser aplicadas em eventos e clubs pós-pandemia

Veja também nossa agenda completa de sets, festas e festivais online

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Co-fundadora do We Go Out, Bruna se divide entre Curitiba, São Paulo e viagens pelo mundo em busca dos melhores festivais de música eletrônica. Já passou por mais de 20 fora do Brasil, como Tomorrowland, Creamfields, Ultra, Coachella, Sónar e DGTL. Apaixonada por Techno e House Progressivo, não consegue ficar muitos dias sem uma boa festa!

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome