Com suporte de Martin Garrix, Skullwell lança ‘Rapina’ na estreia da label holandesa TATT

Skullwell
13.07.2019 | Winter Music Festival 2019 • House Mag | Local: Green Valley | Fotógrafo: Diego Jarschel

Na última sexta-feira (20), Skullwell lançou em collab com FIVE e Last60 a track “Rapina”, que marca a estreia da TATT, nova gravadora holandesa que já nasce com um futuro promissor. A mensagem por trás da nova track, que tem tudo para ser um hit com seu refrão empolgante, também pode definir a carreira do DJ e produtor de Ribeirão Preto.

“Trabalhamos desde o início para criar algo que grudasse no ouvido e não saísse do repeat. A produção foi toda feita remotamente, por Facetime e por troca de projetos da track, já que meus amigos moram na Itália”, conta Pedro Moraes, nome por trás do projeto que é um dos maiores fenômenos da música eletrônica nacional. O marcante título da track, inclusive, é italiano. “A letra fala ‘It’s like I’m on a heist’. Heist é roubo em inglês e rapina em italiano, e o nome acabou ficando muito sonoro”, explica Skullwell.

O lançamento de “Rapina” é o primeiro da nova label TATT, que tem este nome em referência à track “Theese Are The Times” de Martin Garrix, o que dá um pouco do peso da responsabilidade em assinar este release. E o próprio artista holandês foi o responsável pelo primeiro play na nova track, que foi tocada com exclusividade no seu radio show semanal no último dia 7 de novembro.

“A track tem uma pegada bem pop, com um vocal empolgante e feliz, que traz uma sensação gostosa ao ouvir, além de uma melodia que não sai da cabeça, pode apostar!”, descreve Skullwell, que também já foi pioneiro ao ser o primeiro e único brasileiro a lançar pela Hexagon, label de Don Diablo. “MyMyMy”, produzida em colaboração com as lendas vivas do Promise Land, alçou o artista ao nível mundial, alcançando o top 1 do site 1001Tracklists e o top 2 do gênero future house no Beatport.

Depois de conquistar supports de artistas como David Guetta, Martin Garrix, Hardwell, Tiesto, Don Diablo, Sander van Doorn, R3HAB e muitos outros gigantes, alguns dos quais seus maiores ídolos na música eletrônica, agora Skullwell prepara o palco para um ano de 2021 de consolidação em nível mundial. “Daqui a dois anos espero estar com meu nome concretizado na cena mundial, lançando nas maiores gravadoras do mundo, tocando em grandes turnês mundiais e continuar fazendo música que alegre as pessoas”, conclui o artista, lançando a aposta.

Ouça Rapina aqui.

Aproveite para ouvir e curtir nossa Playlist We Go OUT NOW com os principais lançamentos da semana de música eletrônica:

Leia Também: Conheça as músicas que colocaram o brasileiro Leandro da Silva no top 10 da 1001Tracklists

CONFIRA MAIS:

- Para receber cupons de desconto e mais informações sobre festas e festivais de música, clique aqui
- Para participar dos nossos grupos exclusivos de wsapp e receber as novidades em primeira mão, clique aqui

- Siga também nossos perfis no Instagram: @bruejode e @wegoout

Administradora paranaense, morou alguns anos em São Paulo e adora as várias opções de festas e eventos que a cidade oferece. É viciada em festivais, não tem medo de encarar um sozinha! Já passou por mais de 15 fora do Brasil, como Creamfields (UK), SXSW (Austin), Coachella (CA), Ultra (Miami e Croácia) e Mysteryland (NL). Divide suas paixões musicais entre techno e indie rock!

Comente aqui:

Comente aqui!
Por favor, preencha com seu nome